sábado, 31 de outubro de 2009

Até hoje..

Em nenhum lugar eu estive
em que pudessem me conhecer
nenhum vento trouxe o perfume
das noites perenes nas quais não sonhamos.
Até hoje passei sem rumo
nada pude ouvir..ver.
Sabia que o tempo mudara,
mas a chuva não veio.
Não fiz ruirem muralhas
nem mudei o curso dos rios.
Não movi montanhas
nem abri o mar.
Não emudeci vulcões
nem afastei as colunas de Gibraltar.
Não salvei ninguém dum incêndio
não escalei o Evererst.
Não fui ao fundo do mar
nem vi os punhos de Jeová escreverem na pedra.
Nem tentei construir uma arca
não ergui um colosso em Rhodes
nem pensei em ir à lua.
Não discursei em Haia
e nunca cruzei o Atlântico.

Só tão somente só...e sempre
quis te ver feliz...

6 comentários:

Sonhadora disse...

Ricardo
Só fazeres feliz alguem, vale mais que o que tu dizes que não fizeste.
lindo o teu poema.
Beijos

Ricardo Kersting disse...

Oi Sonhadora.

Fico feliz em saber que gostas do que eu escrevo, feliz mesmo...
Beijos..

Cynthia Lopes disse...

"Só tão somente só...e sempre
quis te ver feliz..."
Creio que somente amar, já é suficiente. Digo amar, porque para mim o fato de apenas desejar que alguém seja feliz, já se traduz em um amor lindo e profundo. bjs pra ti,
Cynthia

Ricardo Kersting disse...

Cynthia
Seria muito bom se um simples desejo fosse suficiente para dar felicidade a outrém...Mas tens razão, amar é o começo de tudo..
Bjs.

Soraia Yumi disse...

Gostei do texto,achei triste..bom pra meditação interna.

Saudades de vc, do seu cantinho.
Estou de volta, mais chata do que nunca.

Beijão !!!

Ricardo Kersting disse...

Oi Soraia

Ninguém se acha chato, não vem com essa!!
Podes te achar se quiseres...Não conta comigo..
Bem-vinda..... teus 75 dias de férias, até que passaram rápidos...
Beijão..