quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Ser.

Seria muito bom
se todas as pessoas pudessem ser
aquilo que gostariam de ser..
Ser, somente e nada mais.

Quem é
..e sabe bem
ser o que é..também sabe quanto isso
custa..!

10 comentários:

Simone Aver disse...

Custa muito, realmente... Preço altíssimo... tão alto que faz-nos pensar, constantemente, se não seria mais fácil NÃO SER. Bem, imagino que seria... E também inóspito, e também insípido, e também insuportável... argh! Melhor sofrer as penas de SER... O resto, que se reserve aos covardes ou aos acomodados (ops... a meu ver, isso foi uma gritante redundância...hehe). VIR A SER; EIS A QUESTÃO...rs... Bjs

Ricardo Kersting disse...

Simone.

Custa caro meeeesmo..Quantas vezes abrimos mão de certas coisas não é mesmo? É, os "acomovardados" que nos perdoem, mas SER É FUNDAMENTAL..
Beijos;.

Sonhadora disse...

Ricardo
Lindo...ser somente e nada mais, todos gostariamos que fosse assim, sem barreiras do ser ou do querer.
Beijos

Simone Aver disse...

Abrir mão? De jeito nenhum! Eu SOU. E posso SER muita coisa que muita gente (aliás, a maioria) condena, ou não concorda, ou se escandaliza, ou inveja, mas não me importo com nada disso, não. Essa semana, ainda, alguém me disse: "Mas tu não achas que isso implica numa má visão dos outros, com relação a ti e tua carreira? Tu, uma professora, pensar isso ou assado a respeito dessa ou daquela coisa?" Ora! Sei que é complicado para a maioria das pessoas, que eu pense assim ou assado, eu, que deveria ser um EXEMPLO! Quer saber? Danem-se os exemplos! Quero ser exemplo de ABSOLUTAMENTE NADA! Quero mais é SER FELIZ e assumir, diante de quem quer que seja, meus pensamentos, por mais que eles pareçam (e, de fato, estejam, na contra mão da vida comum e aparentemente certa; aliás, pergunto-me quem, em que tempo, e a troco de que, instituiu o que era certo ou errado pra cada um, individualmente)'diferentes' e, portanto, 'inadequados'. Não sou a favor de maldades ou de confusões, mas de um pensamento livre e de ações destituídas de condicionamentos impensados. VIR A SER; EIS A QUESTÃO....rsrsrs
Sinto muito... Não abro mão MEEEESSSMOOOOOOOOO!!!!!!!!!!

Ricardo Kersting disse...

É verdade Sonhadora

É muito lindo mesmo..
Beijos.

Ricardo Kersting disse...

Simone

"Abrir mão" não significa somente deixar de ser ou deixar de fazer aquilo que se quer..Na verdade nem pensei nisso. Abrir mão de determinados convívios, perder certas amizades, não vem dizer que isso não é importante, é sim..Às vezes até um amor deixa-se para lá numa escolha, por convicção e também por saber que em dado momento isso pode entrar em choque com nossos propósitos..Abrir mão do convívio familiar, por muitas ocasiões nem mesmo os familiares conseguem compreender nem respeitar nossos ideais... O sentido de abrir mão, minha querida, não é somente deixar de ser, é ser sem remorços sabendo que se escolheu o caminho certo, errado para os outros, mas para nós o único...Abrindo mão da aceitação geral..e seguir o próprio caminho.. A esse abrir mão é que me referi...
Beijos..

Simone Aver disse...

Meu querido, não acho que se perca nada que se tenha de fato. O que é meu, é meu; se perdi é pq não era meu. Ponto. Melhor não perder? Claro que sim, desde que essa amizade ou esse amor sejam verdadeiros; e tudo o que é verdadeiro perdura. Aliás, é bíblico (independente da Bíblia ter uma conotação espiritual ou simplemente histórica): "O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta..." (I Coríntios 13). Sofremos? Sim, e muito. Ou não. Os outros sofrem? Também. E muito. Ou não. Quem pode saber? Quanto a SER sem remorsos: a meu ver, quando há remorso, então não se FOI, ou não se É. Duro? Talvez. Ou não. Ora, quem disse que as pessoas têm que concordar comigo?kkkkkkk Beijos (de novo...kkkk)

Ricardo Kersting disse...

Eu sabia que ias dizer isso!!! há muitas coisas que se perde sim.. Mas é verdade que se foi é porque não era para ficar.. Mas nem sempre se está preparado... Mas desviamos um pouco do assunto..KKKK? conheci uma moça que ri assim até ao vivo...é muito engraçada..
Beijos

Simone Aver disse...

É mesmo? kkkkkkkkkk... rir assim na verdade deve ser muito engraçado de fato...kkkkkkkk... Desviamos do assunto? Não sei. Assuntos são vias que se desviam ou vias que se estreitam ou vias que se multiplicam? Saudações poéticas, meu caro amigo...rs

Ricardo Kersting disse...

Simone..
Só Para fechar o nosso espaço de "chat" com um número redondo, não que o n°9 seja quadrado...
Bjs. e saudações artísticas...