quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Problemas?

Quando estamos em alguma situação difícil, a melhor coisa que temos
para fazer é pegarmos o fato e pulverizar o seu cerne. Diluir, esmiuçar e
expandir para todos os pontos cardeais.
Claro que estou pensando que em cada ponto desses está um amigo.
Uma pessoa que pelo menos esteja sintonizada na mesma estação.

Podemos ter certeza de que em poucos minutos estaremos muito mais
ouvindo os problemas alheios do que falando dos nossos. E isso é muuuuito bom..
É bom saber que não somos os únicos no planeta que temos problemas.
Como se isso fosse novidade!!! claro que não é, mas nem sempre a gente
sabe disso. As dores dos outros devem ser deglutidas com o devido
cuidado. Não devemos exagerar na dose de interesse, afinal infelizmente
não poderemos resolver nada para ninguém.. Mas devemos ouvir...

As comparações são inevitáveis. Contudo devemos evitá-las, ou tentar, no mínimo
guardar as devidas proporções. Ninguém é igual a ninguém, muito menos as suas mazelas, cada um tem alguma ferida diferente para lamber.

No final de umas vinte palestras temos que ter a sensibilidade para sabermos montar
o tabuleiro. Tirando algumas coisas que não levam a lugar algum, tipo o
negativismo hereditário, teremos certamente elementos suficientes para bolar
uma bela estratégia. Além disso, podemos dizer alguma coisa em favor de outrém.
Na verdade tudo pode ajudar, se não estiver atrapalhando, mas certamente todo
encontro de ideias entre pessoas que se gostam, sempre será vantajoso.

Problemas? Todos nós os temos... e de montão..Então,
vamos falar sobre isso?

2 comentários:

Simone Aver disse...

Os problemas são sinais de vida. Sem problemas seríamos tão mornos que nem saberíamos dar o devido valor aos breves instantes que ficamos sem eles, ou aos breves instantes em que nos esquecemos deles, ou aos breves instantes em que conseguimos resolver ao menos um deles, ou... ah, sei lá...rs...Mas tenho cá comigo acalentado a idéia de que os problemas são bem-vindos. Afinal, sem eles, quem ou o que me obrigaria a evoluir?...rs... Saudações poéticas

Cynthia Lopes disse...

Fale Ricardo, que adoro ouvir a tua voz. Me escute também, estou em cada verso, em cada palavra que escolho com cuidado para dizer de mim ou do mundo. O que eu notei foi um tom diferente, algo mais alegre e confiante. Tomara que eu esteja certa, porque problemas, como não tê-los? Um homem muito sábio disse: MAS TENDE BOM ÂNIMO, e nele eu acredito. bjs