quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Cogito.

Às vezes penso que não penso.
Isso é bom!! fico fora do planeta
e o tempo não me conduz para a noite...
Há momentos que não sou eu.
Apenas me vejo, distante e não sou nada..
Isso é tão verdadeiro.
Muitas vezes preciso me convencer
que ainda existo...dentro de mim.

Entretanto na verdade,
me desconheço.
Nunca me vi.

2 comentários:

Sonhadora disse...

Ricardo
Belissimo poema
Tudo é contradição...querer e não querer.

Beijinhos

Sonhadora

Cynthia Lopes disse...

Ser ou não ser, tudo faz parte.
Ah, como estás? Apareça lá no meu blog quando puder.
bjs