sexta-feira, 16 de abril de 2010

Pequena estória do grande nada. Parte 1

Do meio do nada
surgiu o grande nada.
Nada disse,
nada fez,
nada deixou
pois não tinha nada
para fazer nem
para deixar a ninguém.

Não tenho nada
com isso.


Aviso: A parte 2 foi cancelada
por não haver absolutamente nada
para contar.

3 comentários:

Soraia Yumi disse...

Gostei!

pensei que não tinha nada pra dizer, foi então que li isso e percebi que mesmo o meu nada poderia ser alguma coisa q,mesmo que não tenha nada de importante.

Belo final de semana!!! Bjs

Sonhadora disse...

Meu querido Ricardo
O teu nada...diz muito.
Deixo um beijinho.

Sonhadora

caio disse...

hoje por acaso te encontrei fiquei feliz querendo saber noticias.mostrei para meu filho caio que esta aprendendo a tocar violao e leva o maior jeito saudades beijos esperando contato marilia silveira de paula esse é o email de contato caio.dipaula@hotmail.com