sábado, 21 de novembro de 2009

Talvez

Talvez tudo que eu sinto
não esteja em nenhum livro
de receitas..feitiços.
Talvez nunca tenha sido
escrito, prescrito
proscrito..talvez eu nem exista
que tudo seja um sonho
de um louco sentado no vaso sanitário
numa latrina dourada
à beira dum abismo
cheio de pessoas dançando.
Talvez o sol nem seja uma estrela
de nenhuma grandeza
e já esteja apagado
e ninguém percebeu.
Talvez esse mundo Terra seja
uma bola explosiva
que o gatilho enferrujou
e esqueceu de explodir.
Talvez dentro haja outra Terra
um outro universo
que ninguém destruiu.
Talvez essa vida não seja a nossa
não estejamos vivendo
e nasceremos ao morrer.
Talvez tudo isso seja apenas
um sopro
das narinas oblíquas
de um pequeno besouro
na cabeça de um unicórnio
que cavalga veloz
sobre o dorso de um peixe
enquanto este salta
de um ponto distante
ao ponto restante
dentro de um oceano
formado por uma gota
uma gota de lágrima
no cantinho do olho
olho de um bebê
um bebê gigante
cuja mãe gestante
dormiu
e morreu.

Talvez esse bebê seja
o passado que o futuro
do universo
ainda
não viveu.

7 comentários:

Soraia Yumi disse...

Talvez muitas pessoas se encontrem nesse texto.
Talvez ,me encontrei.
Amei!!

Um grande beijo, e um ótimo domingo.

Sô Yumi"!

Sonhadora disse...

Ricardo
Maravolhoso poema
Talvez...uma palavra que sempre nos persegue...adorei uito profundo
Beijos
Sonhadora

Cynthia Lopes disse...

Ricardo, somei muitos talvez aos teus... uma verdadeira viagem o teu poema, uma imagem visível, surrealista e um final surpreendente.
Nossa - amei.
bjs

Ricardo Kersting disse...

Oi Soraya, menina fujona..
Que legal, gostaria que te encontrasses sempre em meus textos..Já estou querendo demais né?
Beijão

Ricardo Kersting disse...

Muito obrigado Sonhadora.
É verdade talvez é uma palavra estranha e propulsora de muitas possibilidades.
Beijão.

Ricardo Kersting disse...

Cynthia, como sempre consegues uma visão toda tua sobre os meus poemas. Tens razão, o surrealismo é a ideia central deste texto..A viagem é por conta de quem lê..eu viajei palavra e imagem..
Beijos

LiLi disse...

Palmas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vc é um poeta como poucos q já li: inesquecível.