domingo, 15 de novembro de 2009

Marcas

Todos temos.. marcas..
Rugas, traços tatuados
a fogo.
Em lugares inóspitos
como meu cérebro.

Não tenho tatuagens
resultantes de momentos.
Tenho ferroadas.. feridas,
chagas incuráveis...incontestáveis.
Nunca as removeria
nem se pudesse.

4 comentários:

Sonhadora disse...

Ricardo
As marcas fazem parte da nossa vida...boas ou más, são nossas.
Um Beijo Carinhoso
Sonhadora

Ricardo Kersting disse...

É verdade Sonhadora, as marcas fazem parte do que nós somos.. Sem elas não seríamos os mesmos, talvez nem vivessemos..
Beijos carinhosos para ti também.

Baby Lemonade disse...

Ferroadas.A metáfora é quase descritiva para quem já sentiu essa sofisticação de dor.Não é qualquer uma.São várias numa só.Um ballet louco de estímulos ...e tem gente que não conhece;ainda bem para eles.

Ricardo Kersting disse...

Oi Baby

Em primeiro lugar estou muito feliz com a tua visita, orgulhoso também..

Ampliaste a metáfora levando-a a lugares que eu com toda sinceridade nem havia pensado..Mal consigo lembrar das minhas ferroadas, fico tentando imaginar um "ballet louco de estímulos".. Só posso concordar contigo, feliz é quem nunca experimentou..

As ferroadas físicas que nos vêm à lembrança mais seguidamente, como as do tempo em que mal se podia andar nas ruas carregando um livro, não são as mais dolorosas como as ferroadas "morais" essas sim deixam marcas que nunca mais cicatrizam né?
Um abração..