domingo, 18 de julho de 2010

Caminho contrário.

Ao mesmo tempo que finges fugir
eu finjo te seguir.
Pelo caminho contrário
só para não dizer
que te quero
que te espero
até o fim de amanhã.

Onde está a surpresa?
Acho que todo amor
assim deve ser.
Jamais fingir ser sincero
e nunca fingir
ser amor.

2 comentários:

A Escafandrista disse...

Gostei das poesias, simples, breves... gostei do blog, parabéns.

Cynthia Lopes disse...

Jamais fingir ser sincero
jamais fingir ser amor.

Perfeito!