quinta-feira, 6 de maio de 2010

Bendita

Benditas sejam as mães...principalmente
aquelas que não puderam
ter filhos.
Sabe Deus quanto a humanidade perdeu
pelo fato dessas mães
não terem sido abençoadas.
Benditas sejam aquelas
que têm a ventura sublime
de criar filhos de outras
que não os quiseram ter
e nem vê-los crescer.
Bendita seja a mãe...
verdadeira.

2 comentários:

Cynthia Lopes disse...

Muito lindo Ricardo, me sinto contemplada e incluída, porque não pude ter filhos e porque sou filha do coração, de uma destas mães que tu citas lindamente.
bjs

Sonhadora disse...

Meu querido
Lindo poema, muito bem descrito.
Eu sou mãe...o meu mundo está nos meus filhos.

Beijinhos com carinho
Rosa